FFF, Prefeitura de Diadema e Ministério Público se unem em ação social de ensino

As histórias narradas pelos jovens atendidos pelo CREAS – Centro de Referência e Assistência Social demonstram, na maioria das vezes, um triste cotidiano em comum: violência, abandono e tantas outras de exclusão social. Decorridos anos de desesperança, é mais do que esperado que alguns não enxerguem um futuro em que tenham uma chance de escapar das piores estatísticas. A baixa autoestima de um jovem, nas condições testemunhadas diariamente pelas assistentes sociais da cidade, faz pensar que não existe saída para tanto infortúnio, mas uma alternativa será apresentada, como um sinal de esperança, no dia 22/2, às 14 e 18h, na Fundação Florestan Fernandes: o lançamento do PAP – Programa de Aprendizagem Profissional. Trata-se de uma parceria do já citado CREAS, Ministério Público do Trabalho e da própria Fundação.

Os jovens, pré-selecionados e referenciados pela Assistência Social da Prefeitura, terão a oportunidade de vincular-se a uma versão mais compacta do curso de PPE (Preparação para o Primeiro Emprego) – uma das histórias de sucesso da Fundação que passou a encaminhar jovens para o mercado de trabalho através do Programa Jovem Aprendiz.

Tendo em vista tanto a grandeza quanto a delicadeza da empreitada, será dedicado grande parte do tempo do curso a uma mudança interna de visão de vida e de comportamento, além de cuidados com a didática, conteúdos do curso e forma de avaliação. Todo esse zelo não significa que os futuros alunos sairão do curso menos capacitados: a ideia é fazê-los incorporar o sentimento de que, por menores que sejam, as oportunidades surgem e, nessa hora, estar preparado pode fazer toda a diferença, contribuindo para que as histórias narradas para as assistentes sociais sejam mais felizes.